VOCÊ ENTENDE A BUJINKAN?

Você realmente entende o que a Bujinkan é?
Quando dou seminários, estou sempre surpreso ao descobrir os equívocos realizados por tantos professores e estudantes de todo o mundo. Como eu disse uma vez durante um seminário: “ninguém está forçando você a pretensão de ser da “Bujinkan“, se você quiser fazer seu próprio material, então faça-o, mas não o chame de Bujinkan!”.
Por isso, foi um verdadeiro prazer o último final de semana para atender grupo de Manolo Serrano na Bélgica e passar algum tempo com ele e os irmãos Mitrou da Grécia. Todos eles sendo 14º Dan, foi bom partilhar a nossa visão comum da arte. No caminho de volta, eu pensei que seria apropriado neste Blog refrescar nossa memória sobre o que realmente é a Bujinkan.
Quando Hatsumi Sensei começou a espalhar a sua visão sobre Budô e para compartilhá-lo em todo o mundo, não havia nenhum plano, nenhum processo passo a passo acontecendo. Hatsumi Sensei apenas compartilhava seus conhecimentos a todos dispostos a ouvir. Então em 1.983 ele publicou, em japonês, o seu primeiro “Ten Chi Jin Ryaku No Maki” detalhando os princípios e fundamentos da nossa arte. A versão revisada traduzida para o Inglês chegou até nós na Europa em 1.987. Dez anos mais tarde Hatsumi Sensei decidiu seguir em frente e estabeleceu um tema e um conceito para trabalhar a cada ano.
Em 1.993, tive a sorte de já ser Jûdan (10º Dan) na Bujinkan, então eu tive o básico o suficiente para seguir a evolução do Sensei em seus ensinamentos. Como muitos praticantes da Bujinkan de hoje não eram estudantes na época, eu quero listar aqui mais uma vez, os temas que criaram a arte que conhecemos hoje.
Após o Ten Chi Jin, aprendemos o distanciamento e angulação durante 5 anos:
  • Bô Jutsu – Bastão de 1,80m (1.993),
  • Yari Jutsu – Lança (1.994),
  • Naginata Jutsu – Alabarda (1.995),
  • Biken Jutsu – Espada (1.996),
  • Jo Jutsu – Bastão de 1,20m (1.997).
Durante o Taikai de Valencia (1.995) e novamente em Sanmyaku (o boletim da Bujinkan da época) Hatsumi Sensei disse que “, Yari Naginata são os Sanshin No Kata das armas longas”.
Então nós entramos no mundo do Budô Taijutsu e não estudamos as escolas (como frequentemente se acreditava), mas os 5 Pilares da movimentação do corpo, por meio de 5 das 9 escolas foram:
  • Taihen JutsuShinden Fudô Ryû (1.998), 
  • Daken TaijutsuKukishinden Ryû (1.999), 
  • Koppo JutsuKoto Ryû (2.000), Kosshi JutsuGyokko Ryû (2.001), 
  • Jûtaijutsu Takagi Yoshin Ryû (2.002).
Este segundo ciclo de 5 anos que pode estar relacionado de alguma forma ao Gogyô nos permitiu entender (através do treino nas escolas específicas) as várias formas de conhecer o adversário e adaptar a nossa forma de lutar para cada situação.
O terceiro ciclo foi ainda mais complexo à medida que entramos no mundo ou dimensão de Juppô Sesshô (movimentando em dez direções). Que foi também um ciclo de 5 longos anos. Juppô Sesshô é o mais alto nível mecânico e técnico em qualquer sistema marcial (Ryûha) no Japão, e dá a possibilidade de adaptar um tipo específico de combate a qualquer situação encontrada. Quanto ao segundo ciclo (os 5 Pilares de Budô Taijutsu) o ponto importante aqui não tinha nada a ver nem com a arma que usamos ou a escola estudada. O ciclo Juppô Sesshô foi o seguinte:
  • Sanjigen No SekaiKunai e Shotô (2.003),
  • Yugen No Sekai Roppo Kuji No Biken – Espada de Kukishin (2.004),
  • Kasumi No HoBo de Gyokko (2.005),
  • Shizen Shinden Fudô Ryû (2.006),
  • Kuki Taisho – Espada e Yoroi (2.007).
O Juppô Sesshô desencorajou um monte de praticante e até hoje muitos dos Shidoshi realmente não tem ideia do que foi estudado durante esses 5 anos. Muitos professores não entendem a profundidade do que recebemos. Quantos deles sabem que as técnicas do Bo Jutsu de Kukishin Ryû eram usadas para ensinar a sensação de Kasumi de Gyokko Ryû? Também o movimento de “Happo” para “Juppô” tem que ser visto como uma espécie de um salto quântico no mundo da física da Bujinkan.
Este ciclo Juppô Sesshô terminou a série que agora podemos ver como uma espécie de Ten Chi Jin. Todos nós sabemos que a Ten Ryaku lida com trabalho de pés (ângulo, distância), o Chi Ryaku com a mecânica do corpo (Budô Taijutsu) e o Jin Ryaku com uma mistura de tudo (movimento do corpo ao espírito).
Esta progressão de 3 etapas (Sanpô), de 5 anos (Gohô), portanto, pode, ou deve, ser considerado como o verdadeiro Kihon Happo da Bujinkan (3 × 5 = 8!).
Então era hora de começar o estudo de Shiki – a consciência – o 6º elemento que o Sensei apresentou à comunidade em 2.005. Então estudamos as coisas baseando mais em “filosóficos” conceitos do que escolas ou movimentos mecânicos. Isso foi:
  • Menkyo Kaiden – Destruir o processo de pensamento (2.008),
  • Saino Kon Ki ou Saino Tamashii Utsuwa – Habilidade, espírito e interior (2.009),
  • Rokkon Shôjo – A felicidade é a essência da vida (2.010).
Se Hatsumi Sensei seguiu o ciclo de 5 anos que ele, aparentemente seguiu até agora, podemos esperar o final deste em 2.012. Mas este é apenas um palpite.
Espero que esta pequena revisão dos vários temas serão úteis para você e que agora você possa responder à pergunta inicial:
Você entende a Bujinkan?
Seja feliz!
Arnaud Cousergue

Texto extraído do link: http://kumafr.wordpress.com/2010/03/29/do-you-understand-the-bujinkan/

Traduzido por: Galleni Junior – Shidoshi-Ho
       

Deixe um Comentário

ASSUNTO

 

POINT MERCADO PAGO

 

POINT MINI

 
Compre por aqui e ganhe um desconto.

MINI CHIP

 
Compre por aqui e ganhe um desconto.

POINT PRO

 
Compre por aqui e ganhe um desconto.

Facebook

 

Publicidade

 

Invista em criptomoedas na maior corretora do mundo!

Endereço

 

Rua Pedro José Lorenzini, 320
Centro
São Caetano do Sul – SP
(ver mapa)

Dias e Horários das Aulas:
Sábados: Das 16:30 às 18:00

028616
Visitantes Hoje : 14
Visitantes Ontem : 91
Esse Mês : 1097
Esse Ano : 3494
Seu IP : 3.76.43.174
pt_BR
Menu
Social
error: Conteúdo Protegido!!!
Achou que ia ser fácil roubar de um site de Ninja?!