GOLPES

Aprimore sua capacidade de atacar e desenvolva enorme poder. Aprenda os meios mais eficazes de golpear usando pontos de pressão e o corpo, bem como as maneiras de evitar ser atingido.

CHAVES E ARREMESSOS

Aprenda os segredos da técnica para ser capaz de bloquear as articulações e projetar adversários muito maiores do que você, tudo ao mesmo tempo e usando pouco esforço.

ARMAS

Torne-se adepto de ambas Armas Tradicionais Japonesas, como a Kataná, Ninja-To, Shuriken, bem como armas modernas, tais como armas de fogo. Transforme tudo à sua disposição em uma arma.

DUAS AULAS GRÁTIS

NÓS QUEREMOS EM PRIMEIRO LUGAR, QUE VOCÊ EXPERIMENTE SEM COMPROMISSO:
NÓS QUEREMOS QUE VOCÊ SAIBA O QUE ESTÁ PAGANDO.

EXPERIMENTE DUAS AULAS GRÁTIS

PLANO MENSAL

 R$ 150,00

*À vista em dinheiro ou cartão

PLANO TRIMESTRAL

 R$ 135,00

*3x de R$ 135,00 no cartão ou cheque

PLANO SEMESTRAL

 R$ 120,00

*6x de R$ 120,00 no cartão ou cheque

PLANO ANUAL

 R$ 100,00

*6x de R$ 200,00 no cartão ou cheque

ALGUMAS PERGUNTAS FREQUENTES

O que se treina nas aulas?

A aula inicia com alongamento, o aquecimento é realizado com exercícios de movimentação corporal, como saltos, rolamentos e possuindo também de algumas acrobacias. Além dos golpes, chaves, alavancas de controle, projeções e pontos vitais, os alunos aprendem também a utilizar algumas armas como bastões, espadas, correntes, etc… Se trabalha a técnica, a utilização das armas e a parte didática.

Com o que o Ninjutsu se parece?

Como comparar algo que não sabe? É muito comum que se pergunte: É como Karate? É parecido com Judô ou Aikidô? Etc… Seria muito grave da nossa parte fazer comparações simplistas ou mundanas. A arte tem a sua própria identidade e é muito mais antiga do que tudo isso com o que se tenta se comparar, não se pode simplesmente dizer “é assim”. Podemos tentar defini-lo como uma arte que exige treinamento físico, onde quem não tem vontade de se aprofundar na história e nas reais capacidades necessárias para se tornar um artista marcial, não vai conseguir nada “real”. Dr. Hatsumi diz “se eles não estiverem dispostos a levá-lo como um modo de vida, não vão poder aprender nada.”
O estudo é essencial, a prática também, mas tenha certeza, aqueles que procuram fazer ginástica não tem nada a ver com essa arte, desistirão facilmente. A Bujinkan inclui 9 estilos que uma vez que foram nove diferentes artes, 3 de origem Samurai e 6 Ninja, como você pode imaginar é grande o suficiente para saber o seu conteúdo em uma simples leitura ou em algumas aulas.
Em uma breve descrição, podemos dizer que as técnicas lidam contra um e com múltiplos adversários, uma dúzia de armas, técnicas de chão, habilidades aéreas, acrobacias, etc…

Quais os benefícios da prática do Ninjutsu?

Além das técnicas de sobrevivência, quem pratica o Ninjutsu, conquista também, uma série de benefícios físicos e mentais. Isso ocorre porque a Arte Marcial busca “alcançar a iluminação”, ou seja, ver a vida de forma simples. “Os praticantes aprendem a ver qualquer situação como algo que se pode resolver. Dessa forma, conquistam a autoconfiança e tornam-se pessoas melhores”. Ao participar das aulas, os alunos também têm uma melhoria na postura, coordenação motora e equilíbrio. Pessoas que sofrem de ansiedade, stress e depressão também encontrarão ajuda praticando o Ninjutsu. Com a prática, a pessoa começa a se sociabilizar, a ser mais forte e a encarar os medos, pois adquire confiança, aprende a lidar com a força e com a dor, que fazem parte do nosso dia-a-dia.

O que difere o Ninjutsu das outras Artes Marciais?

Não há modalidade de competição. O objetivo real da prática com armas é aprender a utilizar qualquer objeto que possa ser encontrado (cabo de vassoura, pedra, pedaço de pau) como uma extensão do próprio  corpo  para  defender-se  numa  situação  de  real  perigo. Uma caneta, uma jaqueta, objetos banais podem se tornar uma arma na mão de uma pessoa treinada. Porém nosso objetivo é agir apenas em último caso, o confronto deve ser evitado sempre, o grau máximo no Ninjutsu é vencer sem combater, é levar o agressor a desistir do confronto, pois só os animais medem força.
Utilizamos do vocabulário normal em japonês para a prática do Dojô. A disciplina, o respeito e o companheirismo são obrigatórios na pratica dessa arte.

Qual a idade mínima?

Geralmente 10 anos de idade. Mas pode haver exceções, dependendo do nível da maturidade do aluno ou se o Dojô tiver aulas só para crianças. No momento, em meu Dojô, a idade mínima é 12 anos, pois não possuo horário de aulas somente para crianças.

Onde compro o Kimono?

O Kimono pode ser encomendado diretamente no site da Shinobi Kimonos.

Como é o treinamento físico?

O treinamento físico foi desenvolvido para funcionar com ou sem arma. Depende de um correto alinhamento estrutural, posicionamento e o uso do espaço tático ao invés da força bruta. Mulheres podem aprender tão facilmente quanto os homens. É usado bastante tempo para o Taihen Jutsu, que são habilidades para proteger o corpo como rolamentos, pulos, corridas, escaladas, de uma forma tática. O treinamento é conduzido com uma atmosfera tranquila, sempre ajudando quem precisa.

Como são as aulas normalmente?

As aulas muitas vezes são definidas pelo grupo em que se está trabalhando, ou seja, se é um grupo avançado ou iniciante. Mas claro que isso é algo pessoal, cada instrutor tem seu método de ensino. Em nosso caso, sempre que podemos, após demonstrar algumas técnicas e deixar que os alunos trabalhem bem, gostamos de passar um outro lado da aplicação, que chamamos de Henka, que quer dizer variação. Além de saberem a execução de cada técnica corretamente, exploramos o lado criativo de cada um, pois vemos que numa situação real muitas vezes esse lado decai, principalmente numa situação de grande estresse. Claro que o conhecimento técnico é importantíssimo, mas tentamos unir a técnica tradicional com a criatividade pessoal. Com isso o aluno é colocado em uma situação onde ele será forçado a estar sempre atento não somente ao adversário, mas também ao próprio ambiente que o cerca.

As aulas podem ser divididas em basicamente 3 maneiras distintas, que são: aulas no Dojô, Goton-Po (aulas ao ar livre) e eventos extras.

As aulas no Dojô são “aulas normais”, onde os praticantes aprendem técnicas básicas, intermediárias e avançadas que só são possíveis de serem realizadas em ambiente restrito.

Já o Goton-Po – São aulas realizadas em campo aberto, ou seja, em ambientes que promovam a liberdade de movimentos e um contato maior com a natureza, remontando também os treinamentos que os antigos guerreiros tinham em ambiente externo. Além disso, são trabalhadas técnicas e estratégias utilizando ferramentas que não são possíveis de serem trabalhadas em Dojô. Nesse treinamento pode ser visto natação, alpinismo, rapel, trabalhos com lanças, bastões longos, arremesso de lâminas, camuflagem, treinamentos para fortalecimento físico e mental, etc. São inúmeras formas.

Os eventos extras são os encontros regionais, nacionais e internacionais, onde são reunidos grupos de diversas localidades, com mestres e instrutores de alto nível, bem como participantes vindos de todas as partes do mundo. Esses eventos podem assumir diversos nomes como Taikai, Seminários ou Workshops.

Para ver mais Perguntas e Respostas, clique aqui.

DEPOIMENTOS

Primeiramente eu só tenho a agradecer ao meu Mestre Galleni, como pessoa e como orientador. O Ninjutsu Bujinkan da Shinmuryô me fez evoluir demais como pessoa em todas as áreas da minha vida, é como se fosse parte do meu sangue! Bufu Ikkan
Roberval L. A. - 03/04/2016
Uma arte excelente, incrível, com um extremo valor moral e, acima de um condicionamento físico, um desenvolvimento emocional. Instigou, para mim, um aprimoramento do autoconhecimento e da autoconfiança, que até então era quase nula. Não apenas por trabalhar a capacidade física, mas por me socializar. Diferente de outras artes, não estimula a competição, o lutar apenas por destaque ou reconhecimento. A Bujinkan incentiva o lutar por competência, por necessidade de sobrevivência. Trabalhamos como grupo, esperamos o outro assimilar o que precisa, o que difere totalmente de vangloriar o mais capaz. Não há melhores, não há “vencedores”. Há diferentes, que adaptam aplicações de técnicas de forma diferente, às suas próprias necessidades, aos seus próprios perfis, e incentivam o próximo a melhorar. Não há um aprendizado por “busca de faixas”, mas por um eterno treinamento. Foi o que eu sempre busquei. Uma maneira de treinar minhas capacidades sem que houvesse uma sobreposição dos ditos “melhores” sobre os demais. Apesar da minha imensa vontade de praticar alguma arte, sempre evitei meu desejo por medo dessa “sobreposição de melhores”. Queria um aprendizado meu, não desmoralizado pela competição. E foi isso o que o Ninjutsu me proporcionou. Não estou aqui rebaixando outras artes, porque cada um tem um estilo próprio de aprendizado, mas o meu é por um trabalho grupal, no qual entendem as minhas dificuldades e eu entendo a dos outros. Expresso meus agradecimentos ao Sensei Galleni tanto por democratizar o Ninjutsu no YouTube, quanto por estar sempre buscando o relacionamento verdadeiro entre mestre e alunos, exigindo o melhor desempenho destes, mas cumprindo o papel primordial de líder, de assumir a sensibilidade e a solidariedade quando necessário.
Natália N. - 03/04/2016

CONTATO

 

Telefone:
Galleni Junior: (11) 98131-9560 WhatsApp
e-mail: junior@bujinkansp.com

Dias e Horários das Aulas:
Sábado: Das 16:00h às 18:30h
(Grupo no Facebook)

Endereço:
Rua Joana Angélica, 135
São Caetano do Sul - SP
(Academia Fight & Fit)
(Ver Mapa)

FACEBOOK

 

INSTAGRAM

 

PUBLICIDADE

 
Cart Item Removed. Undo
  • No products in the cart.
error: Conteúdo Protegido!!! Achou que ia ser fácil roubar de um site de Ninja?!